SOCICOM fomenta diálogo da comunidade acadêmica com a sociedade

comunicao-dialogo.jpg

Desde sua fundação, em 2008, a Federação Brasileira das Sociedades Científicas de Comunicação – SOCICOM – vem fomentando o diálogo da comunidade acadêmica da área com o Estado e a Sociedade.  A meta que preside tais iniciativas é a instituição de uma via de dupla mão, neutralizando a imagem de “gueto acadêmico” que estigmatiza o espaço universitário. Pretende-se compreender as demandas cognitivas da sociedade para sensibilizar os pesquisadores a  incluí-las em seus programas de pesquisa, bem como influir sobre os dirigentes estatais no sentido de  convertê-las em prioridades  públicas nas políticas nacionais de educação, cultura, inovação, C&T.

Leia mais para saber sobre as atividades da Federação e a colaboração da Rede de Estudos e Pesquisa em Folkcomunicação – Rede Folkcom .

Difusão

Os encontros de 2009 e 2010 focalizaram questões relacionadas com a disseminação do conhecimento novo, através  dos canais usualmente empregados pelos cientistas, o livro e a revista. Por isso mesmo, a reunião acolhida  pela Reitoria da UNESP (2009) teve como expositor principal o diretor da emblemática Editora da UNESP, José Castilho Marques Neto,  que trouxe alentada informação sobre os paradigmas das editoras universitárias.  Em 2010, tendo como anfitriã a ECA-USP, coube à diretora da Agência Fapesp de Divulgação Científica, Mariluce Moura, explicar como são comunicadas ao grande público as pesquisas financiadas pelo Estado paulista, tomando como referência a revista Pesquisa.

Debate

No III Seminário de Integração Institucional da Grande Área da Comunicação, realizado em São Paulo, no dia 25 de março de 2011, a SOCICOM foi abrigada pela PUC-SP, através do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Semiótica. Deu-se  atenção  ao debate sobre contribuições da comunidade acadêmica de comunicação ao  diálogo da Academia  com o Estado e a Sociedade Civil.

Para representar o Estado, foi convidada a  CONFAP – Confederação das Fundações de Amparo à Pesquisa dos Estados Brasileiros, cujo presidente, Prof. Dr. Mário Borges Neto (UFMG), indicou  a Jornalista Vanessa Oliveira Fagundes, Coordenadora do grupo de trabalho em comunicação (GTCom-Confap) para falar sobre as fontes de financiamento à pesquisa a que podem recorrer as afiliadas da SOCICOM, bem como esclarecer quais as diretrizes vigentes nesse sistema que atualmente contabiliza mais recursos que o governo federal.

O diálogo com a sociedade civil foi mediado pela diretora da SBPC – Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência –  Lisbeth Cordani, Professora aposentada do Instituto de Matemática e Estatística da USP, cuja exposição foi marcada pelo didatismo. A pesquisadora esclareceu a opção feita  pela entidade no sentido de priorizar a educação básica  no programa de trabalho em desenvolvimento, atendendo às aspirações dos movimentos sociais e das comunidades regionais.

Também compareceu o jornalista Daniel Castro, coordenador de comunicação do IPEA – Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas -, comunicando a decisão do seu diretor, Marcio Pochmann, mantendo a parceria IPEA-SOCICOM  para preparação e publicação do anuário Panorama da Comunicação e das Telecomunicações no Brasil, edição 2011. Ele informou que a primeira edição alcançara surpreendente repercussão no Planalto Central, especialmente nos Ministérios das Comunicações e da Comunicação Social, bem como na Casa Civil da Presidência da República e nos gabinetes dos presidentes da Câmara dos Deputados e no Senado Federal.

Manifestou ainda a expectativa de viabilizar   o Observatório das Políticas de Comunicação, com o incentivo de pessoas ou entidades filiadas ou apoiadas/indicadas pela SOCICOM.  Desta maneira, o IPEA teria um banco de dados capaz de gerar interpretações históricas, permitindo ao Estado enfrentar situações conjunturais singulares.

Desculpou-se finalmente pelos equívocos eventualmente cometidos pelas equipes contratadas, durante o processo de produção da edição inaugural,  mas justificou a sua contingência em face do término da gestão presidencial e da necessidade de aplicar os recursos alocados, antes do encerramento do exercício fiscal. Felizmente todos os acidentes de percurso foram solucionados a tempo pelo IPEA, anunciando a distribuição nacional de 2.000 exemplares da obra, prevendo-se a publicação de uma tiragem adicional para atender a crescente demanda de leitores qualificados.

Projetos

Na seqüência do evento, o presidente da SOCICOM, Professor Marques de Melo,  anunciou a criação de um serviço   destinado a facilitar o registro de novos livros na Fundação Biblioteca Nacional. A Federação está inscrita como usuária desse serviço, tendo condições de providenciar o ISBN dos livros a serem publicados pelas afiliadas.

Novo projeto foi ainda comunicado pela representante da ALCAR – Sociedade Brasileira dos Pesquisadores de História da Mídia, Profa. Angela Schaun. Trata-se do inventário preliminar da História do Campo da Comunicação no Brasil, período 1971-2011, mobilizando mais de uma centena de estudiosos de todo o país.

Os primeiros resultados desse mutirão investigativo, coordenado pela presidente da ALCAR, Professora Marialva Barbosa, serão avaliados na última semana de abril, em Guarapuava (PR), durante o Congresso Nacional de Hist&oacut
e;ria da Mídia, promovido com o apoio da UNICENTRO.

Eventos

Claudia Lago, representante da SBPJOR, informou que está coordenando um painel sobre Jornalismo no próximo congresso da IAMCR, em Istambul, Turquia, convidando os interessados em comparecer ao evento.

Por sua vez, o presidente da INTERCOM, Antonio Hohlfeldt, expôs o programa do IX LUSOCOM, agendado para São Paulo, nos dias 5-6 de agosto de 2011, no campus da UNIP.

Betânia Maciel registrou a XIV Conferência Brasileira de Folkcomunicação,  de 4 a 7 de maio, em Juiz de Fora, secundada por César Bolaño, presidente da ALAIC, lembrando que o Seminário Bienal da ALAIC está previsto para os dias 29-30 de julho, no Itaú Cultural, em São Paulo, enquanto o Prof. Adolpho Queiroz  reiterava o convite para o X POLITICOM, no campus da Universidade Mackenzie, nos dias 3-5 de agosto e a Profa. Ivone Lourdes de Oliveira recordava a realização do V Congresso  Anual da ABRAPCORP, na cidade de São Paulo, no campus da FAPCOM.

Justificando a ausência da Profa. Margarida Kunsch, coordenadora executiva do I CONFIBERCOM, as professoras Anita Simis e Ana Silvia Médola, respectivamente diretora-administrativa e vice-presidente da SOCICOM, confirmaram o funcionamento do sistema de inscrição on line para o I Congresso Mundial de Comunicação Ibero-americana, estando inscritos mais de 50 trabalhos.

O diretor-administrativo da CONFIBERCOM, Elias Machado,  relatou a boa acolhida que o congresso mundial da confederação ibero-americana vem recebendo na Península Ibérica, graças ao empenho da portuguesa SOPCOM e da espanhola  AE-IC, bem como na América Latina, onde tem sido amplamente divulgado pela ALAIC.

Mudanças

Ao se instalar formalmente,  na tarde do dia 25 de março, de acordo com agenda previamente veiculada, o Conselho Deliberativo da SOCICOM elegeu a Profa. Ana Claudia Mei Oliveira, representante da ABES,  para presidir o órgão, neste biênio. Após a eleição, por

Foi também homologada a indicação feita pela Diretoria, para integrar o Conselho Fiscal da SOCICOM, biênio 2011-2012: Claudia Lago (SBPJOR), Marialva Barbosa (ALCAR) e Dacia Ibiapina (FORCINE).

Finalmente, em sessão especial, depois de ouvir a exposição de motivos feita pela representante da COMPÓS, Profa. Maria Immacolata Lopes,    e fundamentado em pareceres emitidos por Eugenio Trivinho (ABCiber), Ana Claudia Oliveira (ABES) e Claudia Lago (SBPJOR), o Conselho Deliberativo aprovou a proposta de reforma estatutária encaminhada à plenária de Caxias do Sul pelo Vice-Presidente da COMPÓS, Prof. Julio Pinto.

Registre-se ainda o comparecimento ao evento de São Paulo do Prof. Eneus Trindade,  presidente da recém criada Sociedade Brasileira de Pesquisadores em Publicidade e Propaganda, convidando para o segundo congresso da entidade e antecipando o futuro pedido de ingresso na SOCICOM.

Ao concluir a reunião do Conselho Deliberativo, a Profa. Ana Claudia de Oliveira solicitou que o Prof. Marques de Melo, presidente da SOCICOM, fizesse o encerramento formal do III Seminário de Integração da Grande Área de Comunicação. Sua intervenção foi marcada pelo sentimento de júbilo, em face do ambiente cooperativo, tolerante e amistoso em que transcorreu o evento, atestando a maturidade do campo comunicacional  brasileiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *