RIF recebe trabalhos para dossiê sobre Amazonidades e Questões Folkcomunicacionais

A Revista Internacional de Folkcomunicação (RIF) recebe, até o dia 30 de abril, artigos para o dossiê temático “Amazonidades e Questões Folkcomunicacionais”, voltado a reflexões acerca da mais importante região de floresta tropical do mundo. A organização do dossiê, que será publicado na edição de junho de 2019, será realizada pelo professor Dr. Renan Albuquerque, coordenador do Mestrado de Ciências da Comunicação da Universidade Federal do Amazonas, pela professora Dra. Jocélia Nogueira, da Faculdade de Educação, e pelo professor Dr. Allan Rodrigues, diretor da Faculdade de Informação e Comunicação da mesma instituição.

Os trabalhos submetidos ao dossiê podem contar com a participação de autoras e autores de diferentes países que estudam a Amazônia como um todo, e não somente a Amazônia brasileira. Serão contemplados estudos que retratem a realidade do bioma Amazônia em diferentes níveis, com enfoque nas produções que contemplem temáticas relacionadas ao mundo sociocultural da pessoa amazônica em relação com seu meio.

“Entendemos que é necessário, na atualidade, instigar cientistas a trilharem o caminho das múltiplas facetas que compõem a identidade de povos originários, rurais, ribeirinhos, negros, quilombolas e atingidos por barragens, entre demais sociedades tradicionais existentes no bioma tropical”, explicam os organizadores do dossiê. A intenção é reunir trabalhos que apresentem discussões sobre problemáticas amazônicas concernentes a inter-relações complexas de processos de folkcomunicação da região amazônica, sem desconsiderar a interação natureza e cultura.

Por exemplo, cabe destacar categorias inerentes i) à política fundiária, ii) à territorialidade de ambientes fluviais e florestais, iii) à sinalização acerca de saberes e direitos coletivos de nativos da Amazônia, iv) a conflitos implicados por desmatamentos, queimadas, mineração, barragens e invasões a unidades de conservação e terras indígenas.

“Em tempos de desconstruções e açodamentos ante a políticas de afirmação de direitos no Brasil e pressões internacionais sobre a Amazônia, a perspectiva é debater estudos que deem vozes a coletivos e povoamentos oriundos dessas (des)conhecidas terras baixas da América do Sul”, observam os pesquisadores da Universidade Federal do Amazonas.

SUBMISSÕES

Os artigos podem ser submetidos até o dia 30 de abril, diretamente pelo sistema on-line da revista, no endereço http://www.revistas.uepg.br. Os textos, de 12 a 15 páginas, devem conter resumo e abstract entre 5 e 10 linhas, além de três a cinco palavras-chave (key-words) que expressem os conceitos centrais do texto. A formatação dos trabalhos deve ser feita em Word, fonte Times New Roman, corpo 12, espaço 1,5 e as citações e referências devem seguir as normas de formatação de trabalhos científicos.

A RIF recebe também artigos gerais, entrevistas, ensaios fotográficos e resenhas relacionados à folkcomunicação e à cultura popular em fluxo contínuo.

Fonte: Karina Janz Woitowicz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *