Rede Folkcom na Semana de Integração Católica da UNICAP

unicapA Rede FolkCOM esteve presente na 5ª. Semana de Integração Católica Sociedade, promovida pela Universidade Católica de Pernambuco. A presidente da entidade, Betânia Maciel, ouviu o relato das pesquisas que vêm sendo desenvolvidas pelos professores e alunos dos cursos de Jornalismo, Publicidade, Turismo e Relações Públicas, com base nas teorias ligadas à Folkcomunicação, cujo pioneiro foi o jornalista e professor Luiz Beltrão, fundador do curso de Jornalismo da Católica.

Na ocasião, Betânia Maciel, fez referência à trajetória dos estudos da folkcomunicação no Brasil incentivando os alunos, professores e pesquisadores presentes a conhecerem e aplicarem os seus pressupostos, indispensáveis na construção de uma cultura comunicacional libertadora e democrática.

As pesquisas em desenvolvimento na Universidade Católica nesta área têm os seguintes títulos:

  • “Crítica e cidadania em radiojornais pernambucanos”, do professor Heitor Costa Lima da Rocha
  • “Pesquisa-Ação contra a violência simbólica midiática e as teorias de Luiz Beltrão”, da Professora Andréa Moreira Gonçalves de Albuquerque
  • “Um estudo qualitativo acerca do papel social das rádios comunitárias no Cabo de Santo Agostinho”, da professora Ana Maria da ConceiçãoVeloso
  •  “A relação entre Turismo, Folclore e Comunicação”, da professora Roberta Cajaseiras de Carvalh •    “O Valor da Identidade Cultural para a Publicidade Brasileira – uma reflexão a partir do pensamento do professor Luiz Beltrão”, da professora Patrícia de Albuquerque Fernandes.

Em “Crítica e cidadania em radiojornais pernambucanos”, o professor Heitor Rocha analisa a produção do discurso radiojornalístico pernambucano com o intuito de identificar o nível de racionalização pública sobre o exercício do poder político e social pretendido pela política editorial dos veículos, distinguindo tendências à preservação da realidade social e/ou à mudança social de acordo com a forma de representar simbolicamente as questões de interesse público: se monológica e autoritariamente, se dialógica e pluralisticamente.Com a “Pesquisa-Ação contra a violência simbólica midiática e as teorias de Luiz Beltrão”, a professora Andréa Moreira visa contribuir para uma ação cultural comunitária no combate à violência simbólica praticada pela mídia, a partir das teorias do comunicólogo Luiz Beltrão. A metodologia adotada prevê uma interação entre pesquisadores e pessoas implicadas na situação investigada, moradores da comunidade Ilha de Santa Terezinha, em Santo Amaro, região central do Recife.

O estudo qualitativo acerca do papel social das rádios comunitárias no Cabo de Santo Agostinho, da professora Ana Veloso, deverá mapear a situação e a atuação das 10 rádios comunitárias daquele município, investigando como se deu conquista das concessões, como se dá o controle administrativo e como se comportam essas rádios em relação aos movimentos sociais e quanto à democratização dos meios de comunicação.

Em “A relação entre Turismo, Folclore e Comunicação”, a professora Roberta Cajaseiras estuda a representação das manifestações folclóricas na comunicação institucional dos governos locais, na tentativa de identificar desvios que possam causar impactos negativos. Já em “O Valor da Identidade Cultural para a Publicidade Brasileira – uma reflexão a partir do pensamento do professor Luiz Beltrão”, a professora Patrícia de Albuquerque Fernandes investiga a presença e o tratamento da cultura popular na publicidade nacional.

De 10 a 14 de setembro, a Semana de Integração Católica Sociedade apresentou outros temas de interesse em pesquisa científica e tecnológica em diversos campos do conhecimento e do ensino, nos níveis de graduação e pós-graduação, além de eventos culturais, ligados ao ambiente acadêmico, no campus da Universidade Católica de Pernambuco, todos abertos à comunidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *