REDE FOLKCOM lança nota de repúdio à demissão da professora Beatriz Dornelles

Foto: Flickr de Beatriz Dornelles.

A presidenta da REDE FOLKCOM, Eliane Mergulhão, em nome da diretoria da referida instituição, lançou hoje uma nota de repúdio à demissão da docente e pesquisadora Beatriz Dornelles. Beatriz, que é pesquisadora da Rede, com amplo currículo nas carreiras técnica e científica, atuava na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS) há cerca de 25 anos. Leia, na íntegra, a nota: 

 

NOTA DE REPÚDIO

A Diretoria da Rede de Estudos e Pesquisa em Folkcomunicação (Rede Folkcom) manifesta e repudia veementemente a ação da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS) quanto à demissão da professora e pesquisadora associada à Rede Folkcom, Dra. Beatriz Dornelles. A atitude pode ser configurada como discriminatória quanto ao acesso ao trabalho e manutenção do emprego (Lei 9.029/1995), visto que a profissional passa por tratamento de doença grave.

Beatriz é pós-doutora em Comunicação (Universidade Fernando Pessoa/POR), doutora em Comunicação (USP) e mestra em Jornalismo Científico (USP). Graduada em Jornalismo (PUC-RS), possui duas especializações, domina quatro idiomas e, além da atuação acadêmica, colaborou com diversos meios de comunicação do país, entre eles, a Folha de S. Paulo e o Correio Braziliense. Membro do corpo editorial de mais de 10 periódicos científicos, atuava como editora executiva da Revista Famecos desde 2014. Tal revista, vinculada à Escola de Comunicação, Artes e Design da PUC-RS (FAMECOS), é uma das mais reconhecidas do país no campo da Comunicação, com Qualis A2. No vasto currículo da pesquisadora, somadas aos prêmios, estão dezenas de orientações de TCCs em cursos de graduação, mestrado e doutorado; mais de uma centena de publicações de artigos em revistas, livros e eventos científicos.

A Rede Folkcom espera, como reparo da injustiça, a reintegração da Dra. Beatriz Dornelles à equipe da PUC-RS, numa demonstração de respeito e valorização ao quadro de excelência da docente que, desde 1993, colabora de modo idôneo e compromissado com a referida instituição e com a pesquisa em Comunicação no Brasil.

São Paulo, 10 de agosto de 2018.

Eliane Penha Mergulhão Dias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *