Folkcomunicação é destaque no IBERCOM

ibercom2011-a.jpgA boa demanda de trabalhos no GT de Folkcomunicação no XII Congresso Iberoamericano de Comunicação, em sua edição comemorativa aos 25 anos da Associação do IBERCOM, que foi realizado na Universidade Privada de Santa Cruz, cidade de Santa Cruz de La Sierra, Bolívia, entre os dias 10 a 12 de novembro de 2011, traduz a ascensão do legado beltraniano na América Latina, assim que estes tratam de assuntos mais pontuais sobre acontecimentos folkmidiáticos e debatem mais incisivamente a teoria da folkcomunicação.  

o GT de folkcomunicação, que se iniciou às 15 horas (2 horas a menos em relação ao fuso horário de Brasília), tivemos trabalhos que discutiram as práticas de folkmarketing nos processos de divulgação de manifestações populares, festas folclóricas e religiosas, como foram comprovados nas apresentações dos pesquisadores matogrossense Débora Tavares, Muryllo Lorensoni e Renata Carvalho, todos da cidade de Cuiabá e também membros do Grupo Cultura e Mídia da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

ibercom2011-a.jpg
Prof. Lawrenberg Silva (UNEMAT – Mato Grosso, Profa. Débora Tavares (UFMT-Mato Grosso), Betânia Maciel (UFRPE-Pernambuco), Facunda Concepcion (Mato Grosso do Sul), Profa. Irenilda de Souza (UFRPE-Pernambuco), Prof. Marcelo Guardiã (Universidade Católica Boliviana “San Pablo” – Bolívia)

No mesmo GT 1, também houve destaque trabalhos voltados para a relação entre a folkcomunicação e a literatura, assim evidenciado sob o título “Josefina Plá: o silêncio de Severina”, que foi feita pela pesquisadora do Mato Grosso do Sul, Facunda Concepcion Mongelos; folkcomunicação e educação, através do estudo das didáticas utilizadas para a mediação de ensino aos agricultores familiares no Brasil, da professora Irenilda Lima, o que possibilitou discutirmos a inserção da folkcomunicação na agenda das práticas educomunicativas; folkcomunicação e a feira livre, que foi exposto por mim, professor Lawrenberg do curso de jornalismo da Universidade Estadual de Mato Grosso – cidade de Alto Araguaia, a 420 km de Cuiabá –, e debateu as práticas folkcomunicacionais desenvolvidas pelos atores sociais da feira livre; folkcomunicação e cidadania, através do trabalho “Cultura da Margem: uma comunicação para o centro da cidadania” da professora Cristina Schmidt, que assinalou para aproximações entre a teoria folk e as práticas cidadãs.

jantar de confraternizaç~~ao
Jantar de Confraternização e eleição da nova diretoria do IBERCOM no Hotel Caminero.

Entre os trabalhos estrangeiros, todos expostos no sábado (12 de novembro) e na sala 108, merecem destaque: Incomunicacion urbana, anomia e interatividade, do professor peruano Javier Protzel de Amat; Melodrama de la inclusion, do professor boliviano Xavier Jordan; Apropriación, resistência y negociación em los processos comunicacionales que se dan em los matrimônios de Cliza, da boliviana Mayra Iveth Ponce; e, El lenguage utilizado en las notas informativas de los periódicos bolivianos respecto a las personas que viven com VIH, um estudo de caso feito pela boliviana Paola Zeballos.

O elevado número de trabalhos apresentados no XII Congresso do Ibercom fortalece a rede folkcom como campo de pesquisa não somente no Brasil, mas, principalmente, na América Latina. E encerrado o congresso, a previsão é que esta participação amplie-se no próximo evento, no caso, no evento da ALAIC, a ser realizado no mês de maio de 2012 em Montevidéo, Uruguai.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *