Folkcom 2012 inicia chamada de trabalhos

folkcom2012.jpg

A Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) sedia, de 6 a 8 de junho, em Campina Grande, a 15ª Conferência Brasileira de Folkcomunicação (Folkcom 2012). Promovido com apoio da Rede de Estudos e Pesquisas em Folkcomunicação (Rede Folkcom), Cátedra Unesco/Umesp de Comunicação para o Desenvolvimento Regional, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), o evento será realizado conjuntamente com o 9º Seminário Os Festejos Juninos no Contexto da Folkcomunicação e da Cultura Popular e terá como foco o tema central Festas juninas na era digital: da roça à rede.

Programação contará com a participação de renomados conferencistas brasileiros e estrangeiros. Além do diretor da Cátedra Unesco/Umesp de Comunicação José Marques de Melo e do presidente da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom) Antonio Carlos Hohlfeldt, a programação incluirá mesas redondas e palestras com Joseph D. Straubhaar (Universidade do Texas, Estados Unidos), Alberto Pena Rodríguez (Universidade de Vigo, Espanha) e Carlos Nogueira, Lucília José Justino e Luis Humberto Marcos, de universidades de Portugal. “Esse processo de internacionalização da conferência faz avançar, principalmente até o mundo iberoamericano, o debate
em torno da importância da folkcomunicação na sociedade global”, ressalta a vice-presidente da Rede Folkcom Maria Érica de Oliveira Lima.

Os interessados em apresentar trabalhos no Folkcom 2012 terão até o dia 30 de abril para enviar resumos, nas modalidades comunicação científica, relato de experiência e produção midiática.  Seguindo as normas e o modelo específico, os resumos deverão ser enviados para as coordenações dos grupos de trabalho, subdivididos nos seguintes GTs: Teorias da folkcomunicação: fundamentos e metodologia; Morfologia da folkcomunicação: gêneros e formatos; Conteúdos da folkcomunicação; Folkcomunicação e desenvolvimento; e Festas juninas: da roça à rede. Caso aceito, o trabalho completo terá o prazo de 28 de maio para ser encaminhado e integrar a programação dos GTs. A publicação dos textos será feita através dos anais eletrônicos do Folkcom 2012. Outras informações: www.uepb.edu.br e pelo e-mail: folkcom2012 [arroba] gmail [ponto] com

Siga lendo a notícias para saber sobre a chamada de trabalhos

 

Chamada de trabalhos

A Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), a Rede de Estudos e Pesquisas em Folkcomunicação (Rede Folkcom) e a Cátedra UNESCO/UMESP de Comunicação para o Desenvolvimento Regional tornam público a Chamada de Trabalhos para a XV CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE FOLKCOMUNICAÇÃO (FOLKCOM 2012), a ser realizada de 06 a 08 de junho de 2012, em Campina Grande (PB), com tema central Festas juninas na era digital: da roça à rede.

1 Submissão de Resumos

1.1 Período para submissão de Resumos: 09 a 30 de abril de 2012.

1.2 Os Resumos para apresentação e publicação de Trabalhos no FOLKCOM 2012 poderão ser submetidos, individualmente ou em coautoria, por sócio-colaboradores da Rede Folkcom, pesquisadores, professores, estudantes, profissionais, agentes culturais e representantes de organizações governamentais, privadas e do terceiro setor, com atuação no campo da comunicação, folkcomunicação, cultura popular, economia da cultura e áreas conexas.

1.3 Os interessados poderão submeter Resumos a mais de um Grupo de Trabalho (GT) e em mais de uma modalidade de Trabalhos, efetuando o pagamento de 01 (uma) única taxa de inscrição correspondente a sua respectiva categoria, conforme especificado no item 5 da presente Chamada.

1.4 Os Resumos deverão ser enviados, concomitante e obrigatoriamente, para a respectiva Coordenação do GT, Diretoria Científica da Rede Folkcom e Comissão Organizadora do FOLKCOM 2012, em arquivo PDF anexo, exclusivamente, através do endereçamento eletrônico especificado no item 2 desta Chamada.

2 Grupos de Trabalho (GTs)

 

2.1 GT 1 – Teorias da Folkcomunicação: Fundamentos e Metodologia

Ementa: Este GT tem como foco as discussões científicas da Teoria da Folkcomunicação, as reflexões resultantes das intersecções com outras teorias das ciências sociais e humanas e os diferentes aportes metodológicos utilizados na realização de estudos e pesquisas de campo. Busca-se discutir a base teórica da Folkcomunicação e os métodos das pesquisas que envolvem os diversos objetos da área.

Coordenação: Cristina Schmidt Pereira da Silva

Emails: cris_schmidt [arroba] uol [ponto] com [ponto] brkarinajw [arroba] hotmail [ponto] comfolkcom2012 [arroba] gmail [ponto] com

 

2.2 GT 2 – Morfologia da Folkcomunicação: Gêneros e Formatos

Ementa: Este GT busca contemplar as variáveis do campo da Teoria da Folkcomunicação, com a exploração de diferentes objetos de pesquisa já indicados na "Taxionomia da Folkcomunicação", apresentada por José Marques de Melo. Sabe-se que são muitas as possibilidades de objetos de pesquisa e este GT tem por objetivo ampliar o escopo do campo da Folkcomunicação, abrindo espaço para pesquisas inovadoras na área. A identificação de gêneros folkcomunicacionais e a observação dos variados formatos em que se expressam as manifestações populares constituem as bases das pesquisas deste GT.

Coordenação: Maria Cristina Gobbi

Emails: mcgobbi [arroba] terra [ponto] com [ponto] brkarinajw [arroba] hotmail [ponto] comfolkcom2012 [arroba] gmail [ponto] com

 

2.3 GT 3 – Conteúdos da Folkcomunicação

Ementa: Este GT pretende ser o espaço para a divulgação das pesquisas em Folkmídia, Folkturismo, Folkmarketing, Cibercultura e demais formas de manifestações da cultura popular e popular/midiática que, ao longo do tempo, tem se mostrado como nova área de possibilidades em pesquisas no campo da Folkcomunicação. Entende-se mídia como os diferentes veículos de comunicação de massa que, de alguma forma, apropriam-se de elementos da cultura popular. O GT, também, abre espaço para estudos que tenham como foco os processos comunicacionais que integram as manifestações de cultura popular, sejam de cunho religioso, turístico ou mercadológico.

Coordenação: Fábio Rodrigues Corniani

Emails: fcorniani [arroba] gmail [ponto] comkarinajw [arroba] hotmail [ponto] comfolkcom2012 [arroba] gmail [ponto] com

 

2.4 GT 4 – Folkcomunicação e Desenvolvimento

Ementa: Este GT discute as ações de mecanismos folkcomunicacionais que incidem na articulação entre vários atores sociais e instâncias de poder, sejam a sociedade civil, organizações não governamentais, a iniciativa privada, as instituições políticas, ou mesmo, o próprio governo. Cada um exerce seu específico papel comunicacional na consolidação do desenvolvimento local.

Coordenação: Betania Maciel

Emails: betaniamaciel [arroba] gmail [ponto] comkarinajw [arroba] hotmail [ponto] comfolkcom2012 [arroba] gmail [ponto] com

 

2.5 GT 5 – Festas Juninas: da Roça à Rede

Ementa: Este GT enfatiza como, além dos sistemas midiáticos tradicionais, destacam-se no cenário das festas populares as emergentes redes digitais. Impulsionada pela globalização da economia, convergência tecnológica e popularização das tecnologias móveis, a digitalização da informação, das plataformas e interfaces de comunicação incorpora à contemporaneidade mídias e redes sociais que permitem às festas juninas repercussão ampla e imediata. Neste sentido, as identidades e manifestações das culturas locais adquirem uma dimensão nacional/global, capaz de alterar sua dinâmica de resistências e avanços e, ao mesmo tempo, alcançar fronteiras sem precedentes.

Coordenação: Antonio Roberto Faustino da Costa

Emails: robertofcosta [arroba] uol [ponto] com [ponto] brkarinajw [arroba] hotmail [ponto] comfolkcom2012 [arroba] gmail [ponto] com

 

3 Modalidades de Resumos

3.1 O Resumo deverá ser submetido de acordo com uma das seguintes modalidades e sua respectiva formatação: Comunicação Científica, Relato de Experiência ou Produção Midiática.

3.2 Resumo de Comunicação Científica – referente a artigos e ensaios oriundos de estudos, projetos e relatórios de pesquisa, trabalhos de iniciação científica e de conclusão de curso de graduação e de pós-graduação.

3.2.1 Especificidades: em papel A4 (210x297mm, com margens superior e esquerda de 3 cm e inferior e direita de 2 cm), espaçamento entrelinhas simples e fonte Times New Roman 12.

3.2.2 Cabeçalho: em negrito e alinhamento centralizado, conforme o seguinte modelo e conteúdo:

 

XV CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE FOLKCOMUNICAÇÃO

Festas juninas na era digital: da roça à rede

Campina Grande-PB, 06 a 08 de junho de 2012

GT: Nome do Grupo de Trabalho

Resumo de Comunicação Científica

 

3.2.3 Título: dois espaços simples abaixo do cabeçalho, em caixa alta, alinhamento centralizado e, no máximo, em duas linhas.

3.2.4 Nome do autor e coautores: dois espaços simples abaixo do título, em caixa alta apenas as primeiras letras e alinhamento à direita.

3.2.5 Resumo: dois espaços simples abaixo do nome do autor e dos coautores, com no mínimo 10 e no máximo 15 linhas, alinhamento justificado e contendo, nesta ordem: INTRODUÇÃO (justificativa e objetivos do estudo), PROBLEMATIZAÇÃO (contextualização e delimitação do problema/objeto de estudo), METODOLOGIA (métodos, técnicas, procedimentos e instrumentos de pesquisa e análise dos dados) e, no caso de pesquisa finalizada, DISCUSSÃO (descrição dos dados e análise dos resultados) e CONCLUSÃO; e, no caso de pesquisa proposta ou em andamento, METAS e CONSIDERAÇÕES FINAIS.

3.2.6 Palavras-chave: dois espaços simples abaixo do Resumo, contendo três palavras-chave, separadas por ponto e alinhamento justificado.

3.3 Resumo de Relato de Experiência – referente a propostas, relatórios e memoriais oriundos de atividades teórico-metodológicas e práticas no campo da extensão, do estágio, da inclusão social e das políticas públicas.

3.3.1 Especificidades: em papel A4 (210x297mm, com margens superior e esquerda de 3 cm e inferior e direita de 2 cm), espaçamento entrelinhas simples e fonte Times New Roman 12.

3.3.2 Cabeçalho: em negrito e alinhamento centralizado, conforme o seguinte modelo e conteúdo:

 

XV CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE FOLKCOMUNICAÇÃO

Festas juninas na era digital: da roça à rede

Campina Grande-PB, 06 a 08 de junho de 2012

GT: Nome do Grupo de Trabalho

Resumo de Relato de Experiência

 

3.3.3 Título: dois espaços simples abaixo do cabeçalho, em caixa alta, alinhamento centralizado e, no máximo, em duas linhas.

3.3.4 Nome do autor e coautores: dois espaços simples abaixo do título, em caixa alta apenas as primeiras letras e alinhamento à direita.

3.3.5 Resumo: dois espaços simples abaixo do nome do autor e dos coautores, com no mínimo 10 e no máximo 15 linhas, alinhamento justificado e contendo, nesta ordem: INTRODUÇÃO (justificativa e objetivos da atividade), PROBLEMATIZAÇÃO (contextualização e delimitação do tema/problema),

METODOLOGIA (métodos, estratégias e procedimentos de execução) e, no caso de atividade finalizada, DISCUSSÃO (descrição dos dados e análise dos resultados) e CONCLUSÃO; e, no caso de atividade proposta ou em andamento, METAS e CONSIDERAÇÕES FINAIS.

3.3.6 Palavras-chave: dois espaços simples abaixo do Resumo, contendo três palavras-chave, separadas por ponto e alinhamento justificado.

3.4 Resumo de Produção Midiática – referente a produções profissionais ou amadoras, projetos experimentais e práticas laboratoriais em mídias diversas (jornais e revistas impressos e online, programas de rádio e TV, filmes e documentários, DVDs, homepages, portais, blogs, redes sociais etc.).

3.4.1 Especificidades: em papel A4 (210x297mm, com margens superior e esquerda de 3 cm e inferior e direita de 2 cm), espaçamento entrelinhas simples e fonte Times New Roman 12.

3.4.2 Cabeçalho: em negrito e alinhamento centralizado, conforme o seguinte modelo e conteúdo:

 

XV CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE FOLKCOMUNICAÇÃO

Festas juninas na era digital: da roça à rede

Campina Grande-PB, 06 a 08 de junho de 2012

GT: Nome do Grupo de Trabalho

Resumo de Produção Midiática

 

3.4.3 Título: dois espaços simples abaixo do cabeçalho, em caixa alta, alinhamento centralizado e, no máximo, em duas linhas.

3.4.4 Nome do autor e coautores: dois espaços simples abaixo do título, em caixa alta apenas as primeiras letras e alinhamento à direita.

3.4.5 Resumo: dois espaços simples abaixo do nome do autor e dos coautores, com no mínimo 10 e no máximo 15 linhas, alinhamento justificado e contendo, nesta ordem: INTRODUÇÃO (justificativa e objetivos da produção), PROBLEMATIZAÇÃO (contextualização e delimitação do tema/problema), METODOLOGIA (estratégias, técnicas e procedimentos de produção, edição e divulgação) e, no caso de produção finalizada, DISCUSSÃO (descrição e análise dos resultados) e CONCLUSÃO; e, no caso de produção proposta ou em andamento, METAS e CONSIDERAÇÕES FINAIS.

3.4.6 Palavras-chave: dois espaços simples abaixo do Resumo, contendo três palavras-chave, separadas por ponto e alinhamento justificado.

4 Avaliação

4.1 Os Resumos serão avaliados pelos Comitês Científicos dos respectivos GTs, compostos por sócioscolaboradores da Rede Folkcom, membros do Grupo de Pesquisa em Folkcomunicação da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (INTERCOM) e examinadores ad hoc.

4.2 Será vedado ao membro do Comitê Científico avaliar Resumo de sua autoria, coautoria ou sob sua orientação.

4.3 A comunicação do ACEITE ou RECUSA será enviada, diretamente, para o endereço eletrônico do autor ou coautores, indicado por ocasião da submissão do Resumo.

4.4 A interposição de recurso à RECUSA do Resumo deverá ser enviada à Coordenação do GT, até 48 (quarenta e oito) horas após a comunicação da recusa, mediante o respectivo endereçamento eletrônico especificado no item 2 da presente Chamada.

4.5 A comunicação do resultado da apreciação do recurso interposto à RECUSA do Resumo deverá ser enviada ao autor ou coautores, até 48 (quarenta e oito) horas após o recebimento do recurso pela respectiva Coordenação do GT.

4.6 Em caso de deferimento do recurso, com indicação de alterações no Resumo, o autor ou coautores deverão enviar a nova versão do Resumo até 48 (quarenta e oito) horas após a comunicação do resultado da apreciação do recurso interposto.

4.7 Em caso de indeferimento, não será admitido novo recurso.

5 Inscrição no evento e envio do Trabalho completo

5.1 Período: 01 a 28 de maio de 2012.

5.2 O participante cujo Resumo for aceito deverá enviar, concomitante e obrigatoriamente, para o endereçamento eletrônico da respectiva Coordenação do GT, Diretoria Científica da Rede Folkcom e Comissão Organizadora do FOLKCOM 2012, em arquivo PDF anexo, o Trabalho completo, conforme as Modalidades especificadas no item 6 desta Chamada.

5.3 O Trabalho completo não enviado até a data limite das inscrições, ou mesmo, enviado sem o comprovante de pagamento da respectiva taxa de inscrição no evento, será desconsiderado.

5.4 Taxa de inscrição no evento por categoria de participante:

5.4.1 Professor/Pesquisador sócio da Rede Folkcom: R$ 30,00;

5.4.2 Professor/Pesquisador não sócio da Rede Folkcom: R$ 50,00;

5.4.3 Aluno de graduação: R$ 20,00;

5.4.4 Aluno de pós-graduação: R$ 30,00;

5.4.5 Demais participantes: R$ 50,00.

5.5 As taxas supracitadas referem-se à inscrição de cada um dos autores do Trabalho, estendendo-se o referido pagamento à inscrição de tantos Trabalhos, de sua autoria ou coautoria, aceitos para apresentação e publicação, bem como à participação na programação do evento em geral.

5.6 O pagamento da taxa de inscrição poderá ser efetuado através de boleto bancário, débito em conta ou cartão de débito, acessando a página Inscrições Folkcom 2012 e preenchendo o formulário correspondente à categoria de participante, disponibilizado na homepage da Rede Folkcom (http://www.redefolkcom.org/index.php?option=com_content&task=view&id=251&Itemid=104).

6 Modalidades de Trabalhos

6.1 Os Trabalhos, cujos Resumos foram aceitos para apresentação e publicação, deverão ser elaborados de acordo com uma das seguintes modalidades e sua respectiva formatação: Comunicação Científica, Relato de Experiência ou Produção Midiática.

6.1.1 Comunicação Científica – artigos e ensaios oriundos de estudos, projetos e relatórios de pesquisa, trabalhos de iniciação científica e de conclusão de curso de graduação e de pós-graduação.

6.1.1.1 Tamanho do texto: mínimo de 12 e máximo de 15 páginas (incluindo as referências), todas numeradas a partir da segunda página (na margem superior à direita) e em papel A4 (210x297mm, com margens superior e esquerda de 3 cm e inferior e direita de 2 cm).

6.1.1.1.1 No corpo do texto, o espaçamento entrelinhas deverá ser de 1,5 e, nos demais itens (cabeçalho, título, nome do autor e coautores, resumo, palavras-chave, referências e notas de rodapé), espaçamento entrelinhas simples.

6.1.1.2 Fonte: Times New Roman, tamanho 10 para as notas de rodapé; 11 para as citações acima de três linhas; e 12 para os demais itens (cabeçalho, título, nome do autor e coautores, resumo, palavraschave, corpo do texto e referências).

6.1.1.3 Cabeçalho: em negrito e alinhamento centralizado, conforme o seguinte modelo e conteúdo:

 

XV CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE FOLKCOMUNICAÇÃO

Festas juninas na era digital: da roça à rede

Campina Grande-PB, 06 a 08 de junho de 2012

GT: Nome do Grupo de Trabalho

Comunicação Científica

 

6.1.1.4 Título: conteúdo e especificações de forma, literalmente, semelhantes àqueles observados no Resumo aceito.

6.1.1.5 Nome do autor e coautores: dois espaços simples abaixo do título, em caixa alta apenas as primeiras letras, negrito e alinhamento à direita.

6.1.1.5.1 Ao final do nome de cada autor deverá ser aberta uma nota de rodapé, contendo a formação acadêmica, o vínculo institucional e o email correspondentes.

6.1.1.6 Resumo e Palavras-chave: conteúdo e especificações de forma, literalmente, semelhantes àqueles observados no Resumo aceito.

6.1.1.7 Corpo do texto: três espaços simples abaixo das palavras-chave e contendo, nesta ordem: INTRODUÇÃO (justificativa e objetivos do estudo), PROBLEMATIZAÇÃO (contextualização e delimitação do problema/objeto de estudo), METODOLOGIA (métodos, técnicas, procedimentos e instrumentos de pesquisa e análise dos dados) e, no caso de pesquisa finalizada, DISCUSSÃO (descrição dos dados e análise dos resultados) e CONCLUSÃO; e, no caso de pesquisa proposta ou em andamento, METAS e CONSIDERAÇÕES FINAIS.

6.1.1.7.1 Os intertítulos deverão ser destacados em negrito e as palavras em idioma estrangeiro colocadas em itálico.

6.1.1.7.2 As citações com até três linhas deverão ser apresentadas entre aspas e, aquelas acima de três linhas, destacadas através de recuo à esquerda de 4 cm.

6.1.1.7.3 As referências no corpo do texto deverão seguir o modelo autor, ano e, quando for o caso, página.

6.1.1.8 Referências: três espaços simples abaixo do corpo do texto, devendo seguir as normas da ABNT e ter alinhamento justificado.

6.1.1.9 Notas de rodapé: deverão seguir a ordem numérica e ter alinhamento justificado.

6.1.2 Relato de Experiência – propostas, relatórios e memoriais oriundos de atividades teóricometodológicas e práticas no campo da extensão, do estágio, da inclusão social e das políticas públicas.

6.1.2.1 Tamanho do texto: mínimo de 07 e máximo de 10 páginas, todas numeradas a partir da segunda (na margem superior à direita) e em papel A4 (210x297mm, com margens superior e esquerda de 3 cm e inferior e direita de 2 cm).

6.1.2.1.1 No corpo do texto, o espaçamento entrelinhas deverá ser de 1,5 e, nos demais itens (cabeçalho, título, nome do autor e coautores, resumo, palavras-chave, referências e notas de rodapé), espaçamento entrelinhas simples.

6.1.2.2 Fonte: Times New Roman, tamanho 10 para as notas de rodapé; 11 para as citações acima de três linhas; e 12 para os demais itens (cabeçalho, título, nome do autor e coautores, resumo, palavraschave, corpo do texto e referências).

6.1.2.3 Cabeçalho: em negrito e alinhamento centralizado, conforme o seguinte modelo e conteúdo:

 

XV CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE FOLKCOMUNICAÇÃO

Festas juninas na era digital: da roça à rede

Campina Grande-PB, 06 a 08 de junho de 2012

GT: Nome do Grupo de Trabalho

Relato de Experiência

 

6.1.2.4 Título: conteúdo e especificações de forma, literalmente, semelhantes àqueles observados no Resumo aceito.

6.1.2.5 Nome do autor e coautores: dois espaços simples abaixo do título, em caixa alta apenas as primeiras letras, negrito e alinhamento à direita.

6.1.2.5.1 Ao final do nome de cada autor deverá ser aberta uma nota de rodapé, contendo a formação acadêmica, o vínculo institucional e o email correspondentes.

6.1.2.6 Resumo e Palavras-chave: conteúdo e especificações de forma, literalmente, semelhantes àqueles observados no Resumo aceito.

6.1.2.7 Corpo do texto: três espaços simples abaixo das palavras-chave e contendo, nesta ordem: INTRODUÇÃO (justificativa e objetivos da atividade), PROBLEMATIZAÇÃO (contextualização e delimitação do tema/problema), METODOLOGIA (métodos, estratégias e procedimentos de execução) e, no caso de atividade finalizada, DISCUSSÃO (descrição dos dados e análise dos resultados) e CONCLUSÃO; e, no caso de atividade proposta ou em andamento, METAS e CONSIDERAÇÕES FINAIS.

6.1.2.8 Referências: três espaços simples abaixo do corpo do texto, devendo seguir as normas da ABNT e ter alinhamento justificado.

6.1.2.9 Notas de rodapé: deverão seguir a ordem numérica e ter alinhamento justificado.

6.1.3 Produção Midiática – produções profissionais ou amadoras, projetos experimentais e práticas laboratoriais em mídias diversas (jornais e revistas impressos e online, programas de rádio e TV, filmes e documentários, DVDs, homepages, portais, blogs, redes sociais etc.).

6.1.3.1 Especificidades do texto: mínimo de 02 e máximo de 05 páginas, todas numeradas a partir da segunda página (na margem superior à direita); fonte Times New Roman tamanho 12; papel A4 (210x297mm, com margens superior e esquerda de 3 cm e inferior e direita de 2 cm); alinhamento justificado e espaçamento entrelinhas simples.

6.1.3.2 Cabeçalho: em negrito e alinhamento centralizado, conforme o seguinte modelo e conteúdo:

 

XV CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE FOLKCOMUNICAÇÃO

Festas juninas na era digital: da roça à rede

Campina Grande-PB, 06 a 08 de junho de 2012

GT: Nome do Grupo de Trabalho

Produção Midiática

 

6.1.3.3 Título: conteúdo e especificações de forma, literalmente, semelhantes àqueles observados no Resumo aceito.

6.1.3.4 Nome do autor e coautores: dois espaços simples abaixo do título, em caixa alta apenas as primeiras letras, negrito e alinhamento à direita.

6.1.3.4.1 Ao final do nome de cada autor deverá ser aberta uma nota de rodapé, contendo a formação acadêmica, o vínculo institucional e o email correspondentes.

6.1.3.5 Ficha técnica: modalidade da produção (jornais e revistas impressos e online, programas de rádio e TV, filmes e documentários, DVDs, homepages, portais, blogs, redes sociais etc.); tamanho, duração ou outra especificação de tempo ou de espaço; ano de produção, edição ou pós-produção; vínculos institucionais, patrocínios, premiações e, quando for o caso, homepage onde a produção se encontra hospedada e/ou disponibilizada.

6.1.3.6 Resumo expandido: dois espaços simples abaixo da ficha técnica e contendo, nesta ordem: INTRODUÇÃO (justificativa e objetivos da produção), PROBLEMATIZAÇÃO (contextualização e delimitação do tema/problema), METODOLOGIA (estratégias, técnicas e procedimentos de produção, edição e divulgação) e, no caso de produção finalizada, DISCUSSÃO (descrição e análise dos resultados) e CONCLUSÃO; e, no caso de produção proposta ou em andamento, METAS e CONSIDERAÇÕES FINAIS.

6.1.3.6.1 As palavras em idioma estrangeiro deverão ser colocadas em itálico e as referências no corpo do resumo seguir o modelo autor, ano e, quando for o caso, página.

6.1.3.7 Palavras-chave: conteúdo e especificações de forma, literalmente, semelhantes àqueles observados no Resumo aceito.

6.1.3.8 Referências: três espaços simples abaixo do corpo do texto, devendo seguir as normas da ABNT e ter alinhamento justificado.

6.1.3.9 Notas de rodapé: deverão seguir a ordem numérica e ter alinhamento justificado.

7 Programação dos GTs e apresentação dos Trabalhos

7.1 Data de divulgação da Programação dos GTs: 30 de maio de 2012.

7.2 A apresentação ou exposição do Trabalho será realizada sob a respectiva Coordenação do GT, de acordo com o local e o cronograma estabelecidos na Programação dos GTs.

7.3 O Trabalho somente poderá ser apresentado ou exposto pelo respectivo autor e ou coautores, regularmente, inscritos no evento.

7.4 O Trabalho na modalidade Produção Midiática que, no original, ultrapassar o limite para apresentação ou exposição estabelecido na Programação dos GTs, deverá ser compactado ou ajustado ao devido tempo.

7.5 A apresentação e exposição dos Trabalhos contarão com a infraestrutura e o apoio técnico necessários a cada modalidade.

8 Certificado

8.1 Os Trabalhos apresentados ou expostos nos GTs receberão certificado digital, enviado diretamente para o email do autor e coautores e expedido conforme a respectiva modalidade: Comunicação Científica, Relato de Experiência ou Produção Midiática.

8.2 A apresentação e ou exposição de mais de um Trabalho implicará na expedição do número de certificados correspondentes.

9 Publicação

A publicação dos Trabalhos integrantes da Programação dos GTs será realizada através dos anais eletrônicos do FOLKCOM 2012, disponibilizados no site oficial do evento e na homepage da Rede Folkcom 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *