Divulgados os vencedores do Prêmio Câmara Cascudo de Folkcomunicação

museu-camaracascudo.jpgA comissão avaliadora do Prêmio Câmara Cascudo de Folkcomunicação formada pelos professores Maria Érica de Oliveira Lima (coordenadora local da Folkcom 2008), Socorro Veloso (UFRN) e Moacir Barbosa (coordenador local do Intercom 2008) divulgaram os vencedores do Prêmio, destacando as “Vozes de Romances: a cultura popular por meio da cantoria de Dona Militana” de Amanda Germano e Danycelle Silva (categoria documentário). “A cultura popular na Ilha da magia: práticas e memórias de bruxaria”, de Karina Janz Woitowicz (categoria reportagem) e “Motivos Folkcomunicacionais de Cascudo” da profa. Ivany Câmara Neiva”.

Siga lendo a notícia para os detalhes completos da premiação e acessar os trabalhos vencedores.


Documentário :

“Vozes de Romances: a cultura popular por meio da cantoria de Dona Militana”.

Roteiro, produção e direção de Amanda Germano e Danycelle Silva. Jornalistas formadas pela UnP, cujo trabalho de Conclusão de Curso teve orientação do prof. Dr.  Manoel Pereira e co-orientação profa. Ana Assunção.

O vídeo tem 09:46 min e retrata Dona Militana que canta romances herdados da Europa Medieval, principalmente da Península Ibérica. “A romanceira lembra músicas sobre príncipes, princesas, cavaleiros, romances magníficos que unificam a cultura potiguar com outras culturas”, sinopse do “Vozes de Romances”.

Reportagem:

“A cultura popular na Ilha da magia: práticas e memórias de bruxaria”, de Karina Janz Woitowicz. A pesquisa, reportagem e imagens foram produzidas por Karina Woitowicz e revela o centenário do folclorista Franklin Cascaes, de Itaguaçu (SC). A reportagem também destaca a vida e obra de Cascaes, o seu legado cultural, o discípulo Gelci José Coelho, o Peninha, que atua no Museu da Universidade Federal de Santa Catarina e também histórias de bruxas, reza, práticas mágicas e as memórias das “bruxólicas” – mulheres rendeiras que contam histórias de bruxarias.

Karina Woitowicz disponibilizou sua reportagem para a Rede Folkcom e o leitor poderá conferir no neste link.

Também destacamos a matéria “Folkcomunicação: Câmara Cascudo também quer seu iPhone, de Camila Furuzawa e João Rafael Navarro de São Paulo e “Cordel de Moda – arte e cotidiano na Feira de Caruaru” de Heloisa Quintes Gomes, da PUC-Campinas.Artigo Científico:
“Motivos Folkcomunicacionais de Cascudo” da profa. Ivany Câmara Neiva, Universidade Católica de Brasília, e doutoranda em História Cultural na
UnB foi a vencedora na categoria Artigo científico, o mais concorrido do Prêmio.

No ano que se comemora 110 anos do nascimento de Câmara Cascudo e os 90 de Luiz Beltrão, Ivany Neiva destaca as “incursões de Câmara pelo território folkcomunicacional”, a partir dos entrelaçamentos dos estudos e motivos de ambos os pesquisadores. O artigo trata de uma leitura folkcomunicional por parte de Cascudo, notícias e cartas de Antônio de Arruda Câmara (primo do Luís da Câmara Cascudo), o reencontro com a literatura oral, o método do contador e as interpretações de Cascudo.

O artigo completo de Ivany Câmara Neiva está disponível na Rede Folkcom, no neste link .

Também destacamos a participação e a qualidade dos artigos: “A manifestação do regional nas obras de Cascudo e Beltrão”, de Guilherme Moreira Fernandes, da Universidade Federal de Juiz de Fora; “Das raízes folclóricas ao Folkmarketing: a pernambucanidade estampada nas campanhas promocionais do Banco Real”, de Lucy Regina Costa (Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Culturas Midiáticas da UFPB) e do prof. Dr. Severino Lucena Filho (UFPB); “O híbrido papangu, do sagrado ao profano, uma possível herança do bumba-meu-boi” de Eliana Maria Ramos, aluna especial do Mestrado em Extensão Rural e Desenvolvimento Local (PosMEX-UFRPE).

Os vencedores do Prêmio Câmara Cascudo de Folkcomunicação serão agraciados com passagem e hospedagem da Intercom para o XXI Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, realizado em Natal, certificados, livros doados pela Cátedra Unesco Umesp, vídeo-documentário sobre Folkcomunicação – roteiro e direção de José Carlos Aronchi – pinturas a óleo 40cm x 51 cm, da artista plástica cearense Oliveira Lima (“O boi cobiçando a lua”, “Almas gêmeas do Maracatu” e “Forró de Mamulengo”), além de um prêmio surpresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *