Campanha criativa usa apelo folkcomunicacional

Três anúncios publicados no jornal Estado de Minas, de Belo Horizonte (MG) na seção de Classificados usam apelo folkcomunicacional para passar mensagens. Os anúncios foram publicados pelo Colégio Rui Barbosa, da capital mineira, que buscou atrair maior clientela com o uso da criatividade.

apelo-folkcomunicacional.jpg

Uma mensagem dos anúncios diz: Procura-se lambedor de selos, a outra Procura-se colocador de bolinhas em apito e a última Procura-se assistente de gandula.

Os anúncios também foram colocados em out-doors em vários pontos da cidade e ainda foram colados na traseira dos ônibus das regiões onde estão localizados o público-alvo da campanha. O colégio, que é novo e atua no segmento de Suplência (12 meses em seis), com ensino presencial, procurou usar novas estratégias comunicacionais para atrair mais alunos. A solução foi usar apelos populares, típicos do jeitinho brasileiro de comunicar, onde impera a malícia, a informalidade, a gozação e a irreverência. Traços característicos da FolkMídia estudada pelos discípulos de Luiz Beltrão como estratégias folkcomunicacionais do povo brasileiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *