Últimas notícias

desafioscoloniales

Coletivo debate pensamento decolonial em livro

Pensar coletivamente é um ato decolonial. A partir dessa premissa estrutura-se o livro “Los desafios decoloniales de nuestros días: Pensar en colectivo”. O trabalho, organizado por María Eugenia Borsani* e Pablo Quintero, foi lançado em 2014 pela Editorial da Universidad Nacional del Comahue (Educo), na Argentina. O livro reúne conferências proferidas durante o III Encontro […]

mergulhão

Livro de pesquisadora da REDE FOLKCOM analisa marcas folkcomunicacionais na literatura de Beltrão

Publicado pela Intercom, o livro de Eliane Mergulhão, Marcas folkcomunicacionais na obra literária de Luiz Beltrão (2015), analisa a comunicação dos excluídos através das culturas das sociedades periféricas, tendo como base elementos referentes à Teoria da Folkcomunicação. Para tanto, a autora seleciona e analisa textos literários de Luiz Beltrão, ao passo que verifica se as […]

game indio

Tribo indígena no Acre colabora na criação de game baseado em sua história

A tribo Huni Kuin (Kaxinawá), presente nas regiões do Acre e do Peru, está ajudando um grupo de programadores e designers de games a criar um jogo baseado em sua própria cultura. Antropólogos também estão envolvidos no projeto. O nome do jogo é Huni Kuin: Os Caminhos da Jiboia, apresentado numa plataforma de cinco fases, baseadas em histórias […]

marquesdemelo

José Marques de Melo é declarado anistiado político pelo Ministério da Justiça

Criada em 2001, a Comissão de Anistia do Ministério da Justiça tinha, em fevereiro de 2015, cerca de 8 mil casos de anistia política à espera de análise. Segundo o presidente da Comissão, Paulo Abrahão, o acesso a documentos, o encontro de registros em órgãos públicos e a busca da compreensão da legislação aplicável a […]

cultviva

O que é a Política Nacional de Cultura Viva – PNCV?

A Política Nacional de Cultura Viva foi criada em 2014 para garantir a ampliação do acesso da população aos meios de produção, circulação e fruição cultural a partir do Ministério da Cultura, e em parceria com governos estaduais e municipais e por outras instituições, como escolas e universidades. Tornou-se uma das políticas culturais com mais […]

palco-folkcom

Novas perspectivas teóricas, arte e cultura popular marcam a Folkcom 2015

Entre os dias 10 e 12 de junho, foi realizada na Universidade Federal de Mato Grosso, em Cuiabá, a 17ª edição da Conferência Brasileira de Folkcomunicação (Folkcom 2015). O evento reuniu pesquisadores nacionais e estrangeiros para debater o tema “Folkcomunicação e pensamento decolonial na América Latina”. As mesas temáticas “Comunicação, cultura e artes: Folkcomunicação e […]

Caboclo de lança do Maracatu Rural. Foto: Cláudio Maranhão.

Maracatu Nação, Maracatu Rural e Cavalo Marinho: patrimônios culturais imateriais do Brasil

Manifestações culturais, o Maracatu Nação, o Maracatu Rural e o Cavalo Marinho receberam, em dezembro de 2014, o título de patrimônio cultural imaterial do Brasil. Concedido em votação unânime do Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural, o título amplia a visibilidade pública sobre os respectivos bens imateriais, assegurando-lhes maior apoio e reconhecimento. O Maracatu Nação (também […]

logo folkcom 2015

De Cuiabá à Valdívia

Iniciado em 1965, na cidade do Recife, o processo institucionalizador da disciplina de Folkcomunicação somente deslanchou  em 1998, quando surgiram  demandas da geração pós-beltraniana. Sequiosa de conhecimento e ávida de participação, a nossa vanguarda  decidiu criar uma Rede Nacional de centros de pesquisa. Esse organismo vem promovendo congressos periódicos com a finalidade de avaliar as […]

anuidade

Sócio FOLKCOM, já pagou a sua anuidade?

Para ter melhor acesso aos benefícios propiciados pela Rede Folkcom, a regularização da sua anuidade é fundamental. Você escolhe como efetuar o pagamento – eletrônico ou por depósito em conta corrente. Qualquer dúvida, entre em contato conosco pelo email financeiro [arroba] redefolkcom [ponto] org. Nossa Rede é colaborativa e agradece a sua contribuição como pesquisador associado! CLIQUE […]